domingo, novembro 20, 2005

Ausência

 Posted by Picasa

Agora
que o meu olhar se perde
no longe e na miragem
emerge de mim
este desejo de voar
e
a ausência
dos limites do meu voo.

Poema que fui buscar aos olhos da noite...

2 comentários:

Mendes Ferreira disse...

magnifica ausência....apetece voar...fazer de conta que é possivel ser feliz....bjo. por tudo.

AQUENATÓN disse...

Todo o poeta se deve sentir feliz, como eu me sinto, ao saber que o seu poema chegou a alguém e que, afinal ainda há gente que sonha nas asas da Poesia.
Obrigado, Por-Um-Fio !
Bji