sexta-feira, novembro 04, 2005

Cidade sem serras...



cidade
sem serras
sem árvores
mas com luzes
distrai-nos
não a amamos
mas engana-nos
por curto
que seja o tempo
em que a contemplamos
e ela deixa-se
contemplar
porque tem luzes
não tem mais nada
nem serras
nem árvores
...
mas tem luzes
...
tem só luzes
para iluminar
os caminhos
percorridos
por sombras
anónimas
...
sem serras
sem árvores
no coração

2 comentários:

Jorge disse...

Aí está o engano de uma urbanidade de que, afinal todos parcemos precisar um pouco, de quando em vez , sempre potros, pobres coitados, infelizmente, mas que não é de nenhuma forma boa para a saúde.

Carlos disse...

... por isso cada vez me sinto mais transmontano!
... há serras
... há arvores
... poucas luzes
... muita gente boa
... muita partilha


...bora todos para lá!

Xi