domingo, novembro 20, 2005

Composição outonal III

"Levados pela sua voz densa, sem artifícios, penetramos numa espécie de mágica tensão onde a ternura é um rio de comoventes memórias e sente-se o frio e a dor, a solidão e o medo, afinal a grande montanha que a todos esmaga e que só alguns sabem vencer."

É o que diz do Autor de O Fechar do Círculo aquela que escreve aqui como se fosse uma prefaciadora... e é magnífica na forma como escreve e descreve!

1 comentário:

Mendes Ferreira disse...

hum hum....este circulo anda a viajar....com o mérito exclusivo do autor....e os fios de uma "borboleta" esvoaçantemente atenta....hum!

beijo....(e não cheguei a saber o nome...será T.? mas da importancia dos nomes não sei...prefiro antes a da alma...BJS. com ela. a alma) e hoje escrevi mt...deve ser da chuva :)