terça-feira, fevereiro 07, 2006

As histórias de Paula Rego



«A obra de Paula Rego corporiza o impulso narrativo que informa o modo como vivemos as nossas vidas: o modo como se entrelaçam sonhos, desejos e passados que constituem as histórias que contamos a nós próprios. Dizer que a autobiografia pura não é comum na sua obra é, pois, esquecer que o sujeito autobiográfico é, por definição, um sujeito em construção. Numa autobiografia, documento e desejo fundem-se, memórias perceptivas combinam-se com memórias textuais.
...
Rego bem pode afirmar que as mulheres dos seus quadros são parecidas com ela - como na realidade são - ou que nas suas obras regressa constantemente à infância.»

Paula Rego / Museu Serralves

Sem comentários: