sexta-feira, março 24, 2006

Mas Lisboa também o enervava...

(R. S. Domingos à Lapa)

Lisboa também o enervava: «Tem as raras palpitações dum peito desmaiado. Não há ambições explosivas; não há ruas resplandecentes cheias de tropéis de cavalgadas, de tempestades de ouro, de veludos lascivos; não há amores melodramáticos; não há as luminosas eflorescências das almas namoradas da arte; não há as festas feéricas e as convulsões dos cérebros industriais.»

5 comentários:

FOTOESCRITA disse...

Bom dia! Já cá estou. ;-)

hfm disse...

Continuo encantada com as imagens (de uma beleza enorme) e com a escrita.

greentea disse...

que delicia de comentário, !

parece que andamos combinadas, mas tudo surge por acaso. Hoje utilizei as fotos de um artista de 19 anos, que merece ser apoiado e está linkado no meu blog como "natureza".

Cada vez gosto mais desta cooperação. falta a M.

T. disse...

Ah! Tão giro...
Parece que andamos a viajar por esse mundo fora... agora Paris, também já nos levaste ao Brasil...
Enfim, isto está a ficar cada vez mais interessante.
Tenho uma "surpresa" um dia destes...
E a M.de Fotoescrita está quase a dar o salto..

DIAFRAGMA disse...

O Eça que me desculpe, mas esta fotografia está fabulosa.