quinta-feira, abril 20, 2006

Por Sintra



Cruges, entusiasmado com Sintra, rompeu pela escada acima, a assobiar - conservando, aos ombros o xale-manta, de que se não queria separar, porque lho emprestara a mãmã. E apenas chegou à porta da sala de jantar, estacou, ergueu os braços, teve um grito, - Oh Eusebiozinho! Carlos correu, olhou... Era ele, o viúvo, acabando de almoçar, com duas raparigas espanholas.


(Os Maias)



Vagueando mais...

3 comentários:

greentea disse...

e depois eu é que ando a passear...

mas conheço estes sitios, estão lindas as fotos.
Estou agora a pensar, curiosamente as Queijadas da Sapa não são referidas creio eu, por Eça.
Gosto tanto de lá ir e soube que estão fechadas para obras; se calhar até lá passaáste no inicio da Volta do Duche

T. disse...

Bom dia, Greentea!
Claro que conheces esta rua e todas as outras que fotografei. Esta rua não é citada em particular pelo Eça. Aliás, Eça não cita nenhuma rua de Sintra, pelo menos no que li e reli. Cita Sintra no geral, cita a beleza da natureza, a Lawrence e o Restaurante Nunes. Mas ele, acompanhado dos seus amigos, fez muitos passeios a pé e de tipóia por Sintra... passaram nesta rua de certeza! :)
Mas, quando aí estive esqueci-me de fotografar o Lawrence e o Restaurante Nunes (que tenho ainda que descobrir). Passei a maior parte do meu dia em Seteais e na Quinta da Regaleira.
Claro, almocei no Tópico... continua excelente!
:)
Bj.

FOTOESCRITA disse...

Não há dúvida: as palavras de outros assim ilustradas têm uma vida ainda maior... Admiro o teu trabalho e gosto (estética incluída).