segunda-feira, maio 01, 2006

Regressando a Lisboa...



- Viste o Paço, hem, Cruges? - perguntou Carlos ao maestro, quando ele apareceu, arrastando os passos. - Então, parece-me que o que nos resta a fazer é jantar, e abalar...
Cruges concordou. Voltava do palácio com um ar murcho, fatigado daquele vasto casarão histórico...
E aquela natureza de Sintra, ao escurecer, dizia ele, começava a entristecê-lo.
Então concordaram em jantar ali, na Lawrence, (...), mandar vir à porta o break, e partir depois ao nascer do luar.

(Os Maias)

16 comentários:

Teresa David disse...

Vim espreitar se já tinhas posto um pouco mais da história e as belas imagens de sempre,e fiquei contente por encontrar coisa nova. Quanto á solidão é curioso que tinha um pânico absurdo de um dia ficar só, esse dia chegou e sinto-me tão bem! Claro que esta janela ajuda imenso, bem como algumas pessoas que fazem com que não passe dias inteiros sem usar as cordas vocais. Mas o que é mesmo curioso é que no fundo vivi práticamente toda a vida até aqui, vivi num turbilhão de gente, e no fundo no fundo sou uma solitária!
Sabes que nunca me considerei nem considerarei poeta, fiz foi algum versejar que me parece letras de canções, mas como tenho sido tão apoiada, ao passo da inspiração que fôr chegando, lá continuarei.
Um grande abraço e fica bem contigo e com quem te dê prazer estar.
Teresa David

Teresa David disse...

Amiga, (se permites chamar assim),
mas acabamos por ter alguma familariedade com as pessoas que sentimos mais afins,tenho uma foto tirada por mim a ilustrar esse poema, de um cortina que fiz em renda, aliás todas as minhas janelas estão guarnecidas por cortinas por mim feitas, é óptimo para nos exercitar a paciência! Mas as tuas fotos são tão fantásticas que terei o melhor prazer em que o faças. Se quiseres ver a minha foto, vai por favor ao meu blog e procuro em Fevereiro, para já agora veres a foto. Sabes, ocupo o meu tempo hoje em dia, para além do blog, a fazer bijouteria, anéis, colares, pulseiras, que algumas amigas que temos em comum, aqui dos blogs, conhecem. Desculpa estar a bombardear-te mas achei que deveria dizer algo sobre o assunto.
beijinhos
Teresa David

FOTOESCRITA disse...

E o lobisomem?... :-)

ROADRUNNER disse...

Bom regresso!

hfm disse...

Tudo extremamente fotográfico ou fílmico.

TMara disse...

k bem soube reler excertos de os Maias. Bjs e :)

FOTOESCRITA disse...

Modifiscaste a fotografia! Ficou interessante. Foi-se o lobisomem. ;-)

T. disse...

Pois é! Pus o lobisomem a mexer...
Preferi pintá-lo com cores bonitas...
Sim, este quadro já tem um pouco a ver comigo, porque vejo a vida sempre pelo lado bonito, com muitas cores...
:)

Cenicienta disse...

Preciosas fotos. Me encantó Lisboa y Sintra
Felicidades

greentea disse...

e Sintra aqui tão perto
e as maravilhas que tu nos trazes nas tuas fotos...
e eu que não tenho cá estado, andei a palmilhar não esta mas outra serra , a da Estrela...
Ossos do oficio nem sempre estamos onde queremos...
bom regresso a Lisboa

Isabel José António disse...

Sintra, por muitas vezes que lá se passe, parece sempre nova, com algo para ver que nos escapou da última vez.

A foto então está um espanto.

Um bom fim de semana

José António

Louie disse...

Ora minha Amiga "T"!
Que belo blog aqui tem!
Quem aqui chega sempre vê
Que tão belo não há quem!

Se quiser, venha ver-nos
Lá na Nau ao pé do mar...
Só assim nós poderemos
Um segredo lhe ensinar...

Louie, the Heart Worrior

Teresa David disse...

Anda desaparecida, já estranho a falta das palavras e imagens magnificas que aqui encontro, mas tb estou de partida para trás-os-montes. Para a semana quando voltar virei espreitar se há novidades.
Um abraço
Teresa David

FOTOESCRITA disse...

A viagem de Sintra até Lisboa está a ser demorada... :-)

ROADRUNNER disse...

Então para quando a chegada...?

Louie disse...

Ahoy! Ainda bem que têm gostado do nosso blog!
Nós também já sobrevoámos este...

Pois sabem a novidade? Já chegaram os nossos companheiros Travis e Logan, e parecem trazer uma história de encantar... para completar!!!

Ahoy! Venham conhecê-los! Ahoy!

Louie