quinta-feira, julho 20, 2006


(Rua da Rosa)

Vagueio indefinidamente nas ruas sossegadas, ando até cansar o corpo em acordo com a alma, dói-me até àquele extremo da dor conhecida que tem um gozo em sentir-se, uma compaixão materna por si-mesma, que é musicada e indefinível.

Dormir! Adormecer! Sossegar! Ser uma consciência abstracta de respirar sossegadamente, sem mundo, sem astros, sem alma - mar morto de emoção reflectindo uma ausência de estrelas!



(Livro do Desassossego: Composto por Bernardo Soares, ajudante de guarda-livros na cidade de Lisboa / Fernando Pessoa)

2 comentários:

greentea disse...

de manha~só vi a foto, já depois de ter feito meu post

e sei q comentei qualq coisa como a viagem continuava porque eu tinha ido buscar a roupa estendida à janela e tu também...


o portão fui buscá-lo a um post teu talvez de Março/fev

e vamos ao desafio : postamos de manhã - depois do post feito e até à noite podemos cuscar o que a outra fez e preparar os nossos textos para o próximo dia...

Está bem assim? Acho q istoo é girissimo. Andava a precisar de ACTION que os blogs andam muito monótonos .

beijinhos

T. disse...

Olá, Greentea!
Esta ideia «animou-me» muito...
Mas normalmente publico os meus posts à noite, que é quando tenho o meu momento de lazer.
Só excepcionalmente publico de manhã (foi o caso de hoje).
Mas podes confiar que eu publico as minhas coisas e só depois vou ver as tuas. Se houver coincidências de textos até era divertido...
Mas algumas diferenças vamos encontrar de certeza (no extracto exacto do texto, ilustração, etc.).
Sabes, eu não tenho hora certa de fazer nada quando se trata de lazer. Sou muito emotiva, faço as coisas quando me apetece. Se ficar agarrada a horas ou rotinas desaparece o prazer que ponho nessas actividades.
De acordo? Vamo-nos divertir então!