terça-feira, outubro 24, 2006

O Outono, no Livro do Desassossego


(Ginkgo Biloba, Jardim da Estrela)


«Depois que os últimos calores do estio deixavam de ser duros no sol baço, começava o outono antes que viesse, numa leve tristeza, prolixamente indefinido, que parecia uma vontade de não sorrir do céu.
...
A entrada do verdadeiro outono era depois anunciada por um frio dentro do não-frio do ar, por um esbater-se das cores que ainda se não haviam esbatido, por qualquer coisa de penumbra e de afastamento no que havia sido o tom das paisagens e o aspecto disperso das coisas. Nada ia ainda morrer, mas tudo, como que num sorriso que ainda faltava, se virava em saudade para a vida.»


(Livro do Desassossego: Composto por Bernardo Soares, ajudante de guarda-livros na cidade de Lisboa / Fernando Pessoa)

12 comentários:

Choninha disse...

Agora o Outono está colado ao Verão e ao Inverno. As folhas das árvores do meu bairro começam a cair no inicio de Setembro. A melancolia começa a rondar-me a meio de Outubro. E o frio não sei por onde anda... Chove, e sente-se o cheiro a castanha assada. Cozem-se marmelos. À noite sabe bem um chá, com uma colher de mel.

Ai, ai, o Outono...

Sandra Figueiras disse...

olá T!
Linda esta foto, representa bem o Outono.
Até sábado.
Sandra

BÓLICE disse...

Complementando a Choninha.

"Ai, ai, o Outono...
... e a lua que irá tão alta!
Os peixes subirão às árvores...
... e eu vou lá... e papo-os!

jks intÉ ó T

B)

Teresa David disse...

Tenho de ir ao Jardim da Estrela rapidamente, particularmente dp de ver esta fantástica arvore que captaste por lá! E o texto consonante, belo sempre.
Bjs
TD

T. disse...

Oh Bólice com esta chuva toda, acredito mesmo que os peixes vão conseguir trepar pelas árvores acima...

pintoribeiro disse...

Pois. A lembrar textos arquivados. Gostei. Bom dia, abraço,

Jorge disse...

A maravilha da capacidade de escrever

Jorge disse...

a prova de quando a escrita é assim,nos prende de emoção

aldina disse...

Porque no domingo, à 1h00 da manhã, passaremos para a hora de Inverno (menos uma hora de luz mais uma de noite), a saudade outonal manifesta-se airosa nas tardes de sol "primaveril" nos intervalos da chuva torrencial!

Até sempre!

ROADRUNNER disse...

É caso para dizer que o desassossego chegou ao Outono, ou será ao contrário?!

P.S.: Visita o meu novo blog em:
http://bau-de-recordacoes.blogspot.com

Velutha disse...

Passei por aqui pela primeira vez e gostei. Beijinhos e bom domingo.

Carla Augusto disse...

Parabéns por este blog!