sexta-feira, março 02, 2007

Na rua escura só um candeeiro




(Alfama)


Na rua escura só um candeeiro
Mostra que a rua é escura.
Sua luz orla-a um vago nevoeiro
Que a torna triste e dura.
...
Mas esse candeeiro a sós comigo
Faz-me subitamente
Companhia, é meu par e meu amigo,
Talvez por não ser gente.

6 comentários:

M. disse...

Lindíssimo!

aldina disse...

O poder da luz é visivelmente inquestionável, a simples chama dum fósforo abre um circulo de luz na escuridão mais cerrada!

Até sempre!

isabel mendes ferreira disse...

nesta tua rua só TU...

a habitar o meu encanto....T.


enorme abraço.
raios...tu és mesmo FABULOSA!!!!!!

Teresa David disse...

Bem, Menina, está será para mim uma das tuas mais belas fotos.
Acho-a perfeita!
Bjs
TD

Anónimo disse...

---A massa humana desapareceu, as ruas preparam-se para descansar.A esta hora, a cidade tem claramente um pulsar mais suave.Dentro de pouco tempo, a luz vai esmorecer bastante, esvaindo-se entre os prédios altos da zona baixa da cidade, e tudo deslizará para uma escuridão suave e profunda. (Um Estrangeiro em Alfama)

Teresa Teixeira disse...

Não gosto de anónimos!...
Nem citando coisas interessantes!
Porque não escreve o nome? :)