quinta-feira, abril 12, 2007

Paisagens



(Monte Velho)

Paisagens quero-as comigo.
Paisagens, quadros que são...
Ondular louro do trigo,
Fios de rios que sigo,
Céu, mar, juncos, solidão...

Paisagens, todas pintadas
Umas pelas mãos de Deus,
Outras pelas mãos das fadas,
Outras por acasos meus,
Outras por lembranças dadas...

Paisagens... Recordações,
...


(Fernando Pessoa)

5 comentários:

hfm disse...

sempre ele!

Teresa Teixeira disse...

É verdade! Nos últimos tempos tem sido sempre ele! Não quer isto dizer que só gosto dele! Gosto de tantos outros poetas portugueses! E de outros...
Vou procurar diversificar...
Não nos tempos mais próximos! O tempo escasseia...
Agora só tenho tempo para fotografar!
E para chorar... : (

Putty Cat disse...

Para mim, sempre ELE....e pelo meio outros também.

Beijo.

PCat

Naeno disse...

DIA E NOITE

Construir uma noite é fácil demais
Basta juntar sonhos e pesadelos
E deixar-se embriagar por luares
Desembaraçar estrelas aos novelos
Tecendo distantes constelações
Nos nadas azuis do firmamento imóvel
Até que as distâncias unifiquem os tons
Parindo do escuro a negritude movel.

Mais complicado é inventar o dia
Têm-se que ser operário da luz
Colher claridade do claro que se irradia
E bordar à luz do sol pontos cruz.

Um beijo
Naeno

Anónimo disse...

(...) - Mas as tuas melhores viagens são na tua cabeça, não são?
Conto-lhe que tenho uma citação de Marcel Proust na parede da minha casa, em Alfama,na qual ele diz que a verdadeira viagem, ou as verdadeiras descobertas, não consistem em encontrar novas paisagens, mas sim em arranjar noos olhos. (in Um Estrangeiro em Alfama)