quinta-feira, junho 14, 2007

Paisagem



...
Era o céu azul, o campo verde, a terra escura,
Era a crane das árvores elástica e dura,
Eram as gotas de sangue da resina
E as folhas em que a luz se descombina.
...

(Sophia de Mello B. Andresen)

2 comentários:

Anónimo disse...

Tenho andado anonimamente por outros blogs relacionados com fotos,mas não consigo encontrar outro que me atraia tanto como este que descobri por acaso.Vejo que voltou às casas... Na verdade, não é temática que me fascine; prefiro outras que provocam em mim muitas sensações.
Ruy Belo dir-lhe-ia: 'As casas que eu fazia em pequeno
Onde estarei eu hoje em pequeno?(...)Oh as casas as casas as casas
mudas testemunhas da vida
(...) As casas de fora olham-nos pelas janelas
Não sabem nada de casas os constutores
os senhorios os procuradores (...)
Eu amei as casas os recantos das casas(...) (Homem de Palavra-s)

Teresa Teixeira disse...

Acho os seus comentários muito interessantes; achá-los-ia mais interessantes ainda se fossem assinados. Com efeito, não gosto mesmo nada de comentários anónimos!...
Em conclusão, se não tenciona assinar os seus comentários, não perca mais tempo por aqui, pois não voltarei a publicar mais nada!
Lamento!