sábado, março 15, 2008

Nas árvores folheia o vento


2 comentários:

Anónimo disse...

Momento de inspiração e sensibilidade!
Sensibilidade que a vida se encarrega de ir aprimorando dia após dia, pondo diante dos nossos olhos coisas que nos despertam os sentidos, e transformando as nossas vivências em coisas belas.
Belas! Podem não ser alegres, podem estar impregnadas de tristeza. Mas não deixarão de ser belas.É essa a função da arte.

'Nos momentos de angústia em que nem o padre nem o cientista têm respostas que nos satisfaçam e apontem um caminho redentor, entra em cena o poeta que, sem nos explicar nada, nos coloca perante uma possibilidade nova, uma imagem improvável e perturbadora que,quanto mais não seja, tem o condão de nos sossegar. Há quem diga que a salvação da alma não está na religião nem na ciência, mas sim na arte. Como poderemos saber?(...)'[retirado de um blog-Varal das Ideias]
MCX

M. disse...

Linda a fotografia e fabuloso o título!